Uma amiga minha- professora de Filosofia, contou-me que, no seguimento destas alterações governamentais, a escola já a obrigou a comprometer-se a passar 80% dos alunos. Chamam a isto- “metas a atingir” e, no final do ano, fazem parte da avaliação do professor.

O restante folclore pedagógico que ela também é obrigada a cumprir, vai ser avaliado por um colega de Geografia, porque de Filosofia não havia nenhum com tarimba disponível.

Acrescente-se que, entre as tarefas pedagógicas em curso, destinadas a alunos do 12º ano, constam colectas de rolhas de cortiça, tampinhas e cápsulas para reciclagem.
A equipa que dirige as actividades já ensinou os jovens a retirarem os pedaços remanescente do Nespresso com uma colherzinha de chá ou de café.

essas “metas pedagógicas” também já chegaram à universidade bolonhesa…

Comments are closed.