Numa Quadratura do Circulo, a propósito da nova lei das rendas, o Pachoco* superou todo o nonsense.

Recordo de cor:

Depois de referir a questão da falta do Estado no dilema, anunciou que havia um problema muito mais grave. E o problema era este- podia também dar-se o caso do senhorio, sendo pobre, ter apenas dois inquilinos ainda mais miseráveis e o resto do prédio vazio e em progressiva decadência.

No entanto, ‘e preciso estar-se atento, pois há mercado para estes edifícios que ate podem ser históricos e ai podia acontecer a perigosa operação que a nova lei vai permitir.

Bastava ao esperto do senhorio indemnizar os dois inquilinos pobretanas, que não aceitariam um aumento de renda, com umas 100 mil mocas para, de seguida, servir-se ele próprio da especulação e vender o imóvel por um milhão.

E ficou toda a quadratura em silencio.

De facto, ‘e uma possibilidade perigosissima – deixar o mercado a funcionar e ficarem todos mais ricos, em vez de se seguirem o destino que os juntou, acabando senhorio, inquilinos e prédio na ruina, at’e ‘a derrocada final.

Diria mesmo mais – uma eventualidade altamente capitalista que não escapou ao nosso bravo Pachoco, sempre atento ‘as lições do passado.

* Nome com copyright Dragao