Na m’alembra, deve ser o que o Animal Feroz disse ao Araújo por causa da mãozinha no Fundo.

Foi só em 2012 que conheceu o tal Abrantes da corporativa.

Em 2009 só conhecia duas caras e no almocinho simplex era tudo voluntariado anónimo e nem os próprios se reconheciam mutuamente.
Foi um autêntico blind date

E, na mesma altura, o assessor Hugo Mendes nada tinha a ver com estes almocinhos que estas alminhas simples faziam, sem se conhecerem nem nunca terem visto de parte alguma.

simplex-conjunto

simplex-do-jumento

sim-2-com-mija-nos-finados

sim1

P.S. Quem fez a reportagem foi outro Jumento Sancho & panças das Finanças

P.S.

Há que reconhecer que a de Formentera parece que ainda não perdeu ou apagou a memória. Sempre garantiu que conhecia o grande beneficiado com o Fundo Mão-de-Ferro/Santos Silva para a blogosfera desde o abortício, tinha o seu telefone e sabia que Miguel Abrantes era um pseudónimo
a-de-formentera-tem-telefone-e-sabe-que-e-pseudonimo