Não te preocupes que eu encarrego-me de reeducar a Zazie.

Hoje, que está de chuva, vai começar por fazer a maratona à volta da praça do Areeiro, para revitalizar daquela moleza kristotoina e javézica que lhe tolda o espírito- mens sana in corpore sano*.

Eu fico a dar instruções dentro do volkswagner, para aproveitar o efeito da hubris na musaranha ucraniana.

E, espero que logo à noite não te esqueças de levar as ninfetas prá cyber-tasca da Olímpia, que nisto temos de ser uns para os outros.

*Enganei-me, enganei-me, isso é dos romanos- aqueles marranos decadentes que adulteraram tudo. Queria dizer… espartana esp…. não! Ateniense!!! ΘΛΙΜΠΙΚΑ da ΑΓΟΡΑ, da cultura do Raisxeparta…tásgaländo! ou lá como aquilo se chama (ainda tenho umas dificuldades nesta língua de cavalariça).