A perspicácia é isto:

Um diálogo entre o Morgadinho da Cubata e a Wika (marina) numa caixinha de comentários do Portugal Contemporâneo

Ricciardi (morgadinho da cubata)

(…)Mas é precisamente o direito à posse que vai ser revisto nos próximos tempos, de certeza, através de impostos patrimoniais que vão fustigar a propriedade. Vai ser um governo liberal que irá transformar a posse ou a propriedade de cada um num verdadeiro pesadelo.
.
E isto é o fim. É que enquanto tributam o Consumo o instinto das pessoas não se manifesta; quando tributam o Rendimento as pessoas ficam apreensivas; mas quando tributam o património para valores que podem significar ter de vender o bem para pagar o imposto, ou ter de usar o rendimento (já tributado) para pagar a posse, o tal instinto de posse tem de vir à tona.
.
O IMI representa 1,5% do valor do imóvel. As pessoas estavam sossegadas porque a avaliação dos imóveis era baixa. O governo vai, adivinho, aumentar drasticamente este imposto. E não satisfeito com isso está a actualizar o valor dos prédios que estão avaliados 1/3 abaixo do valor de mercado.
.
Uma casa com uma avaliação na ordem dos 200 mil euros vai pagar cerca de 3 mil euros por ano. Se o governo aumentar o valor da avaliação para 300 mil euros, o IMI a cobrar sobe para 4,5 mil euros. E se aumentar a taxa para 2,5% o valor dispara para uns modestos 7,5 mil euros.
.
Isto significa que 625 euros por mês irão para o IMI. Hoje vão cerca de 250 euros por mês, no caso acima referido.
.
E isto é um assalto que estão a preparar para o próximo ano, porque se comprometeram com um défice ainda mais reduzido para 2013. Como não conseguem fazer crescer a economia, vão roubar o património alheio do povo.

marina (wika) disse…
.
pois é como dizem , estão transformando a propriedade tão só numa responsabilidade financeira. Penso que é pior ainda que comunismo , porque é um comunismo disfarçado , é tudo do Estado na mesma . Não vale a pena ter nada .

Isto do IMI, nem existe em Inglaterra. É mais um exemplo do poder do Estado por cá.

A economia paralela é a única saída perante o saque.

a entidade mítica alcunhada de estado é o local onde os politicos fazem a extorsão de impostos aos contribuintes.
deve-se ao facto da economia paralela rondar 1/3 da riqueza produzida anualmente.
a falta de tecnologia e vontade de trabalhar associadas à burocracia castradora vão enviar o país para a lixeira

Pois seria e têm os anti-facistas todos contentes para não serem só eles com as casas hipotecadas ao banco.

Vai ser novo PREC.

Como eu vivi o primeiro, aposto que vai ao encontro da invejazinha tuga.

Essa não mudou. Agora são ricos em offshore mas continuam na luta de classes contra os proprietários facistas que não devem nada a ninguém.

Um aumento ainda maior da taxa IMI seria uma alternativa viavel do Governo na optica dos juizes do Tribunal Constitucional.

Comments are closed.