Nada como este post do José, para se recordar o que se desbaratou a troco de quê e quem o fez.