Todo um programa que deu frutos (e mais primos)

«Havia os Canteiros, as Choças, as Barracas, as Vendas e a Alta-Venda(…). Os Chefes da Choça eram Mestres da Barraca, o desta Mestre da Venda.

(…)


Na Carbonária encontravam-se Primos de todas as classes sociais: médicos, engenheiros, advogados, professores de todos os ramos de ensino, estudantes, oficiais superiores do Exército e da Armada, sargentos, alguns administradores do concelho, funcionários públicos de todas as categorias e de todos os ministérios, proprietários, lavradores, comerciantes, lojistas, empregados no comércio, actores, operários, cocheiros, condutores e guarda-freios dos eléctricos, empregados dos caminhos de ferro, alguns agentes e guardas da polícia, etc. Havia de tudo na Carbonária».

António Ventura,A Carbonária em Portugal, Biblioteca Museu República e Resistência, 1999.

Amanhã há festa.


…………………………………….

Adenda [10/10]recomenda-se-

A gentinha da nacinha

República da bandalheira

Dos pigmeus aos homúnculos no Dragoscópio

monarquia ou república no Portugal Contemporâneo