{Casos de vida de ateus militantes}

«Era um não querer ser o que era mas que tinha de o ser contra-vontade»

À falta das novelas da Câncio no DN- com aqueles testemunhos das católicas suas amigas que até podiam ser boas pessoas, caso não usassem óculos escuros quando ajudam as criadas a abortar, temos o CAA no Correio da Manhã.

Trata-se de mais um caso da longa série das memórias de juventude, próximo de outras intervenções desastradas em que acaba sempre por ser mal-agredecido.
Recordo-me daquele em que também benemeritamente contribuiu na vaquinha da interrupção da namorada do amigo, mas que acabou por dar em desmancho de casório, em vez do efeito medicinal pretendido.

Desta vez, O CAA aproveita o caso da morte do Haider, para se redimir publicamente, por outro pecado rocambolesco em que se viu envolvido.
Tal como a namorada católica do caso da vaquinha, este também se passou com um amigo de juventude que, por sinal, era igualmente católico e gay renitente sem querer.
Mas, como tudo o que tem de ser tem muita força, um dia não resistiu.

Deixando o público suspenso, à espera do detalhes mais escabrosos, garante-nos já, neste primeiro capítulo, que apesar do sofrimento interior que dele transbordava o ter impressionado, o atormentado amigo católico acabou por baixar e rezar.

Direi mais:
.
Nos anais da blogosfera lusa.
.
eheheheeheheeheh
.

E em jeito de despedida, um artigo que ficará nos anais da imprensa.

Boa noite.

transbordar ahahaha

as coisas que se podiam escrever acerca disto (o CAA é transbordante, vai para além das bordas… enfim)

Nos próximos tempos sempre que vir a palavra ‘transbordar’ vou sorrir sempre e fazer um esforço para não me desmanchar.
.
o quebra-bilhas… ahahahaahahahahah

O mais engraçado disto, é que ele é muito amigo dos homossexuais, mas quando se insinua que anda a “brincar” com eles, ai Jesus, ai Jesus…

que riso.

Deve ter dado com o amigo homossexual não assumido, a rezar atrás de umas árvores do Parque Eduardo VII

ahahahahahaha

ahahaha
Ele nem teve a noção do ridículo ao escrever isto porque se passou. E é sempre tudo pelo mesmo motivo- a pancada de mija-nos-finados e o eterno ressabiamento que transbordou para o partido da andorinha

“:O)))))

Quebra-bilhas do Porto!!!
.
Ahahahahahahahahah
.
ccz

Bah…

Só lhe disse que em Lisboa tínhamos o Taveira, e se ele era o quebra-bilhas do Porto. Apagou logo =(

damn it…

looooooooooooollllll

Não me façam rir mais. Agora o ccz até mistura a saca de batatas do Valter com o transbordo do CAA

ahahahahahaha

Graças a ele, já tivemos um serão bem animado

Zazie,
.
Volte lá à caixa do CAA, já bloqueou os comentários.
.
LOLOLOLOLOLOL
.
ccz

Zazie,
.
Aquele secretário de estado Valter Lemos é uma nódoa completa!!!!
.
Pensei que era um negociante de sacos de batatas.
.
ccz

Já dizia o arquitecto com toda a propriedade: aguenta e não chora. Se chora, reza.

ahahahaha ccz, cá em casa também me perguntaram o que tinha acontecido

ahhaahhaha
já há muito que não me ria tanto.

Zazie,
.
abençoado postal o do CAA, já me ri tanto, tanto, tanto que a minha mulher e os meus filhos vieram ver se me estava a dar alguma coisa
.
ccz

Comments are closed.