O Dragão já está tratar-lhes do pêlo.

Clister preliminar:

« (…)Quer dizer, a IDF, no conceito maradónico, faz a guerra não certamente ao Hamas, porque nesse caso o Hamas ver-se-ia forçado a participar no higiénico acontecimento, mas a terceiros ou incertos; e o Hamas faz o terrorismo, não à IDF, essa beldade fogosa, mas a quaisquer outros. Ora, não sendo muito plausível que a IDF faça a guerra sozinha (o que indiciaria uma espécie de onanismo bélico particularmente alucinado), a quem é que a IDF faz a guerra? E a quem, exactamente, além do maradoninha, da Helena Matos, do Pacheco Coiso e de mais não sei quantos papagaios louros, é que o Hamas faz o terrorismo?Bem, assim à vista desarmada, tudo indica que o Hamas faça terrorismo, no mínimo, aos civis israelitas. Imbuída do mesmo espírito, a IDF faz guerra aos civis palestinianos. Mais ou menos segundo a máxima: “ai é, estão a atirar pedras e foguetes aos nossos? Então vamos atirar mísseis e bombas aos vossos!” Cada qual atira aquilo que tem e mais não é obrigado. A IDF tem mais e melhor e por isso exerce uma guerra nas condignas e industriais condições de higiene, devidamente autorizada pela ASAE global; o Hamas, impossibilitado de aceder à indústria por falta de meios e de equipamento de ultra-pasteurização da violência, dedica-se à venda ambulante e ao artesanato, enfim, faz terrorismo. Mata ilegalmente; estropia por contrafacção.
Está a acompanhar-me?… (…)»

A seguir, na íntegra, no Dragoscópio

* A ilustração mal empalhada foi escolha do musaranho.

……………………………………………………………..
Acrescento- (17-1)

Mais outro que levou uma estocada
Os sub-animais cujo suplício os animais tanto gostam”

Viva, rapaz.

Pois é mesmo isso, a clarividência não escolhe lados.

Eu já nem fico espantada com isso. Há anos que se percebia no que havia de dar esta mania de substituir valores pela terraplanagem dos chavões politicamente correctos.

Eles não dizem apenas que os palestinianos nem são gente- eles dizem é que mata-los é obra de grande superioridade civilizacional. Traduzindo essa superioridade pela forma de governo, paradas gay e igualdades de sexo.

Ou seja- a guerra é feita para impor esses modos de vida- é mais uma campanha de napoleão de hospício, a exportar de aulas de “formação complementar à bomba” sobre a barbárie.
ehehe

Um pano encharcada na cara, era o que estes idiotas todos precisavam.

ohoho… como se ve que um Dragao completamente alucinado pode ser mais clarividente do que um bando de “salvadores do ocidente” ou o raio de jogo e’ que essas hienas julgam que andam a brincar (a brincar na teoria, claro)…

enfim, isso digo eu que nao tenho lado, mas fico espantado como existe tanta gente para quem os palestinianos sao uma especie de sub-humanos … uma humanidade colateral, por assim dizer.

Comments are closed.