{dedicado ao JRF da Quinta do Sargaçal}

«Penso que no mundo as coisas vão muito mal. As pessoas estão a tornar-se mais materialistas e cruéis… cruéis por preguiça, por indiferença, por egotismo, porque só pensam em si próprias e não acerca do que acontece à volta delas e assim deixam que tudo se torne feio e estúpido. Só lhes interessa o dinheiro. O dinheiro está a tornar-se o seu Deus. Deus deixou de existir para muitos. O dinheiro tornou-se qualquer coisa pela qual se deve viver. V. sabe, mesmo os vossos astronautas, o primeiro que pôs o pé na lua, a primeira vez que viu a terra disse que foi uma coisa tão miraculosa, tão maravilhosa- não a estraguem, não lhe toquem. Cada vez mais profundamente sinto o modo podre com que estão a deteriorar a Terra. Todos os países.










O silêncio já não existir, não o pode encontrar. Isso, para mim, seria algo que tornaria impossível viver».
Robert Bresson,entrevista a Paul Schrader, “Robert Bresson, Possibly”, Film Comment (September-October 1977)

Beijinhos

(Le diable, probablement)

Oh, Zazie! Gostei mesmo! Obrigado… — JRF

Amen !

Comments are closed.