Um salvador de pinhais ,que cruza a matemática com a ecologia e esta com a dimensão sagrada da Natureza, vai explicando o seu trabalho com frases lindas como esta:

«E eu fui educado como ateu, mas achava tudo um absurdo não haver alguma ligação oculta entre a beleza e o mistério da Natureza, não sigo nenhuma religião mas faço parte da família do «homo religiosus embora mais para o selvagem.
(…)
este estado de coisas a que chegámos tem a ver com a dessacralização de tudo, a que sucedeu a derrocada de uma Ética que se não tem uma baliza no transcendente fica muito fragilizada».

Aqui ficam ligações para alguns dos seus textos:

É um trabalho interessantíssimo e parece-me que único.

gostei muito……………………………..

Comments are closed.