Qual troika, qual caines, qual carapuça. É desta que estamos salvos.

O Rui a. acaba de garantir que o nosso problema tem sido andarmos a ser enganados por falsos neotontos, do género latagão chicagense ou assim.

Mas isso é tudo porque desconhecemos que o genuíno neotontismo; o da Bayer, é pequenino. Um verdadeiro microtontismo, ao gosto de cada um.

Portanto, alguém que trate de receber condignamente e com vestes apropriadas, estes tiroleses que andaram a eleger o governo mas era para disfarçar.
Um mero pretexto para devolvermos tudo às bases habsburgas, algures clandestinas, nas cavas da serra de Sintra.

ehehehe

Olá, malandro! saudades

quase ao nível da cena da tropa dos monty phyton…

microneotontos, sff. Estes não são genéricos, são pequeninos mas da Bayer.

ehehehe

Ainda tive esperança que este artigo fosse sobre valsas, futebol, ou fatias de pão com banha de porco, acompanhadas a vinho branco, no bairro de Grinzig. Mas não, era mesmo sobre os neotontos. Já perdi cinco coroas.

Comments are closed.