Os governos dos países da UE assinaram, entre eles, uma treta de responsabilidade mútua, inventada pelos burocratas, registada como “Tratado de Lisboa”.

Nenhum português foi chamado a pronunciar-se acerca desse pacto.
Agora, há porcaria feita por incumprimentos de trafulhices governamentais e calotes de banqueiros e vem um Historiador, com um magote de macacos atrás, a dizer que a culpa é do povo português. E que o povo português também excluiu da UE países de Leste, portanto é bem-feito que os lapões votem contra ajudas de burocratas.

Foi mais um surto da demência. Aqui há tempos sentiam-se todos muito teutónicos e faziam momices idênticas com o azar dos gregos.