Como parece que há dúvidas acerca da língua que o Faísca vai falar, aqui ficam passagens do memorando da Troika e um mapa para se aferir.
Memorando da Troika

Mercados de Energia
Objectivos:

continuar a integração do mercado ibérico de electricidade e gás (MIBEL e MIBGAS).
5.3. No mercado do gás, o Governo irá tomar medidas para acelerar a criação de um mercado funcional ibérico de gás natural (MIBGAS),nomeadamente através da convergência regulamentar

Privatizações

3.30. O Governo vai acelerar o seu programa de privatizações. O plano existente, elaborado com horizonte até 2013, cobre as áreas dos transportes (Aeroportos de Portugal, TAP, e o ramo da carga da CP), da energia (GALP, EDP e REN)
(…)

O governo compromete-se a ir ainda mais além, através do rápido e total desinvestimento das acções do sector público na EDP e REN, tem-se esperança que as condições de mercado permitam a venda destas duas companhias, assim como da TAP, pelo fim de 2011.

—————


Con el objetivo de crear una red de gasoductos en toda la Península, el Ministerio de Industria publicó un Decreto el 23 de marzo de 1972 creando la Empresa Nacional del Gas (Enagás, S.A.).

Portanto…

Sendo a ENAGÁS uma empresa estatal espanhola, faz-se de novo a pergunta: quem será que vai aproveitar os saldos das privatizações?

…………..
Acrescento: à falta de ilhas, como as que queriam levar aos gregos, agora querem o ouro dos naziz de volta.

Via Portadaloja

ehehehe Que grande boca, Paulo.

Beijoquitas

Querida Zazie,
eles querem um mercado do gás verdadeiramente alimentado a GPL… espanhol. Dada a natureza do produto não era de espantar que os mais pequenos ficassem… gaseados.

Jokinha

Comments are closed.